Arquivo de junho, 2010

Não é mais que um até logo

Posted in RêPensando on 29/06/2010 by Rê

Eu pensei que 1 mês era bastante tempo…

Mas passou como se fosse um dia…

É bem verdade que aproveitamos cada um desses exatos 35 dias ao máximo!!

Beijei muito, abracei muito, andei muito de mãos dadas, conversei muito, ri muito, passeei muito, torci muito pelo Brasil, ouvi musica, fiz festa, vi filme, tirei muito foto… tudo isso com ELA, minha amiga, minha irmã, minha mãe!

Agora, arrumando as malas, fazendo check-in on line, está dando aquela dorzinha no peito que a despedida traz…

Aquela sensação de: já acabou?

Mas, por outro lado, quanto mais tempo ficamos longe uma da outra, mas o tempo e a distância nos mostram que somos mais fortes do que eles. A cada despedida vem esse aperto no peito, cada dia longe é como se fosse uma eternidade, mas cada vez que nos reencontramos é como se jamais estivessemos estado longe uma da outra, nem um só dia.

Esse amor inabalável nos torna mais fortes, corajosas e serenas, pois sabemos que tudo é possivel e que amanhã (seja lá quando isso for) estaremos juntas de novo e os momentos distância e de saudades serão apagados como se jamais houvessem existido!

Cada dia contigo, mãe, foi, é, e sempre será indescritivelmente bom, confortante, pleno, enriquecedor, fortalecedor,  feliz, essencial, repleto de amor, amizade e gratidão!

Amo você infinita e incondicionalmente!

Obrigada pelos momentos que passamos juntas!

Obrigada pelos muitos que ainda passaremos juntas!

E isso “não é mais que um até logo, não é mais que um breve adeus, bem cedo junto ao fogo, voltaremos a nos ver!”

O nosso amor é bem maior que o mundo e por isso não há distância que nos afaste!

Até amanhã… aqui, aí ou em qualquer lugar!

Cuide-se bem, liberte-se, sorria, danse, ame-se, ame e seja feliz!

Brasil !

Posted in Dia-a-dia on 28/06/2010 by Rê

E se não houvesse amanhã?

Posted in RêPensando on 23/06/2010 by Rê

E se não houvesse amanhã?

O que teria valor pra ti?

O que gostarias de fazer?

Com quem gostarias de estar?

O que gostarias de ver e sentir quando olhasses para trás?

O que gostarias de dizer a cada um?

O que deixarias de dizer?

O que gostarias de sentir?

Quem tu gostarias de ser se não houvesse mais tempo para mudar?

Se conseguires reponder a essas perguntas,

começa agora a valorizar, a cada dia, aquilo que tem realmente valor pra ti

Faças tudo o que gostarias de fazer, hoje

Estejas com quem gostarias de estar

Aja de forma que possas sentir-te bem, realizado e tranquilo sempre que olhares para trás

Só digas coisas que caibam bem no lugar das tuas últimas palavras

Não digas o que não for necessário e bom

Cultiva os sentimentos que gostarias de sentir e livra-te dos outros

Demonstra mais amor e menos rancor

Abraça, beija, sorria, ama, seja feliz

Participa da felicidade de alguém

Seja o melhor amigo de alguém

Tenha um melhor amigo

Seja o grande amor de alguém

Ama com todas as tuas forças

Contempla

Trabalha, diariamente, para ser quem tu queres ser

Viva cada dia como se fosse o último

Pois todos os dias há a real possibilidade de que não haja amanhã!

Cativar

Posted in Pensamentos, RêPensando on 23/06/2010 by Rê

Há uma palavra tão linda, já quase esquecida… cativar

“…«Cativar» quer dizer o quê?
É uma coisa de que toda a gente se esqueceu – disse a raposa. – Quer dizer «criar laços»…
Criar laços?
Sim, laços – disse a raposa. – Ora vê: por enquanto tu não és para mim senão um rapazinho perfeitamente igual a cem mil outros rapazinhos. E eu não preciso de ti. E tu também não precisas de mim. Por enquanto eu não sou para ti senão uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativares, passamos a precisar um do outro. Passas a ser único no mundo para mim. E eu também passo a ser única no mundo para ti…
(…)Só conhecemos bem o que cativamos – disse a raposa. (…) Se queres um amigo, cativa-me!
Os homens esqueceram a verdade, disse a raposa.
Mas tu não a deves esquecer.
Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas
E tenho que fazer o quê? – disse o pequeno príncipe.
Tens de ter muita paciência. Primeiro, sentas-te longe de mim, assim, na relva. Eu olho para ti pelo canto do olho e tu não dizes nada. A linguagem é uma fonte de mal-entendidos. Mas podes-te sentar cada dia um bocadinho mais perto…”

Amor e amizade precisam ser construídos diariamente.

Precisam ser conquistados, cativados, cultivados, dia após dia.

Precisam ser cuidados tal uma peça preciosa.

Precisam ser vividos como se não houvesse amanhã.

Só isso

Posted in RêPensando on 23/06/2010 by Rê

Eu não preciso de grandes coisas

Nem de coisas grandes

Mas preciso de pequenas grandes coisas

Um sorriso que diz como é bom estar com você

Um olhar que diz te amo

Uma mão que pega meus cabelos

Mãos que se entrelaçam

Um pequeno toque de carinho

Uma surpresa boba

Uma gargalhada

Uma musica

Uma dança

Brincadeiras de criança

Palavras doces

Silêncios de cumplicidade

Isso pra mim é amor

Isso pra mim é amar

E isso é tudo que eu preciso… só isso…

Eu e ela

Posted in Dia-a-dia on 20/06/2010 by Rê

Há dias venho visitar o blog como se, num passe de magica, tudo aquilo que está na minha cabeça e no meu coração pudesse ser automaticamente transferido para cá. Entrava com a esperança de já encontrar tudo escrito…

Estes ultimos muitos dias tem sido tão intensos e agitados! Muito trabalho, viagens e, o melhor, visitas! Primeiro eram as três meninas viajantes e elegantes: Rita, Dádá e Zézé. Agora, para minha alegria, ainda tem a Rita!

Sabe aquela vontade de aproveitar cada segundo como se fosse o ultimo? Aquela corrida contra o tempo, que passa voando quando a gente está fazendo o que gosta com quem a gente gosta?!

A minha mãe veio para recarregar as minhas baterias! Para acalmar meu coração, ultimamente tão turbilhonado de duvidas e emoções diversas!

Vontade de estar o tempo todo com ela, de mãos dadas…

Temos passeado muito, curtido muito, feito muita bagunça, andado muito, tirado muita foto e dado boas risadas!

E agora, isso é o que mais importa! Todo o resto fica para depois!

Agora, somos apenas eu e ela… e o grande amor que nos une!

Obrigada mãe pela felicidade que você está me proporcionando!

 

Eu quero…

Posted in RêPensando on 07/06/2010 by Rê

Eu quero que da minha boca saiam apenas palavras de amor

Quero que nos meus lábios haja sempre sorriso

Quero que meu olhar transmita apenas aquilo que de bom habita em meu coração

E quero que tudo que o habite seja bom

Quero que meus ouvidos aprendam a ouvir apenas o que for bom, o que for doce, o que for carinho

E que aprenda a se ensurdecer para o que causa dor

Quero que minhas mãos e todo o meu corpo se movimentem com leveza e que meus gestos sejam sempre de carinho, de amizade e de amor

Quero sentir-me leve como uma pluma

Quero respirar profundamente e sentir a energia fluir livremente dentro de mim

Quero acordar cantando e dormir amando

Quero ver-me livre de qualquer amargura, de qualquer decepção, de qualquer medo, de qualquer tristeza, de qualquer insegurança, de qualquer coisa que faça estagnar o coração

Quero esperar menos e me satisfazer mais com o que é, com o que há.

Quero aprender a ser amada como podem me amar

Quero aprender a conhecer, a ouvir, a falar… a coisa certa, na hora certa, na medida certa… para ser e fazer feliz

Quero amor, doçura, carinho, leveza e contentamento